Anuncio 2

Colapsar

Anuncio

Colapsar
No hay anuncio todavía.

Bye Bye, Nighthawk

Colapsar
X
 
  • Filtrar
  • Tiempo
  • Mostrar
Limpiar Todo
nuevos mensajes

  • Bye Bye, Nighthawk

    Começa a desactivação do F-117A
    16.03.2007


    A frota de cinquenta e cinco caças-bombardeiros «invisíveis» Lockeed F-117A da Força Aérea dos EUA, começou nesta Quinta-feira a ser desactivada, com a retirada das primeiras seis unidades do avião, de uma base no estado do Novo México.

    O ciclo de vida do F-11tA, foi notavelmente curto. A decisão de construir o F-117 foi tomada em 1978, e a primeira unidade da aeronave foi entregue em 1982.
    O F-117A, foi mantido em absoluto segredo durante seis anos, entre 1982 e 1988, altura em que finalmente foi revelada a sua existência. E a última unidade foi entregue à Força Aérea dos Estados Unidos apenas em 1990, tendo a última das quase sessenta unidades sido entregue em 1992.

    O F-117, é também uma vítima dos avanços tecnológicos que o tornaram um avião único na história da aviação. Os desenvolvimentos na tecnologia que permite reduzir a «assinatura» destes aviões perante os radares foram enormes nos últimos dez anos, e evidentes quando o bombardeiro B-2 começou a voar. O B-2, é muito maior que o F-117, mas tem uma «assinatura» bastante mais pequena.

    Utilizando os desenvolvimentos disponíveis com o B-2, o novo F-22 Raptor, é mais eficiente perante os radares adversários, e tem uma capacidade de transportar armas maior, além de não ter as limitações do F-117, como velocidade subsónica ou incapacidade de utilizar radares para guiar armas.

    A obsolescência do «Nighthawk» é paradigmática, e ao mesmo tempo demonstrativa da separação que existe neste momento entre as aeronaves Stealth norte-americanas e praticamente todas as restantes aeronaves de combate existentes no mundo.

    Invisível ?
    As limitações do F-117 tornaram-se mais evidentes, quando no conflito na antiga Jugoslávia, um F-117 foi abatido por uma bateria de mísseis anti-aéreos da Sérvia, equipada com armamentos relativamente obsoletos.

    Mais tarde, um inquérito revelou que o F-117 voava contra normas de segurança e sem cumprir regras estabelecidas pelo fabricante quanto a distância em relação ao solo, o que demonstrou que o fabricante conhecia os «pontos fracos» da aeronave.
    O F-117 foi abatido porque foi identificado à vista desarmada, num sector onde a sua identificação era fácil, e a sua presença esperada, por causa de informações obtidas a partir da base de origem do avião. Após ter sido identificado, o F-117 foi alvo fácil de mísseis antiaéreos com capacidade para serem guiados por uma câmara de TV, como é o caso do míssil SA-3, e que depois de estarem próximo, podem seguir as fontes de calor do alvo.

    Já antes, durante a guerra do golfo, o avião também não era completamente invisível, mas como os iraquianos não sabiam como identificar os sinais que captavam nos seus radares eles não tomaram acções para os atacar, e quando perceberam o erro, era demasiado tarde para o remediar.

    De qualquer forma, independentemente do facto de uma unidade ter sido perdida, os ganhos tácticos que o F-117 permitiu durante os conflitos em que esteve envolvido - onde o factor psicológico não foi sem dúvida o menos importante – ele é digno de passar à história como uma das mais importantes aeronaves na História da Aviação.

    Embora seja retirado de serviço, o F-117A continua a ter muitas das suas características objecto de classificação de segurança, pelo que ele não será armazenado junto com outros aviões, sendo colocado numa área reservada, no deserto. Como acontece com outras aeronaves, ele poderá ser reactivado em caso de necessidade


    FONTE: http://www.areamilitar.net/noticias/...aspx?NrNot=349
    AD ASTRA PER ASPERA

  • #2
    Creo que USA tiene un otro proyecto para substituir los Nighthawk, no?
    AD ASTRA PER ASPERA

    Comentario


    • #3
      sus misiones seran realizadas por el F-35
      la experiencia sólo sirve si de ella se obtienen las conclusiones adecuadas

      Comentario


      • #4
        Este hilo es interesante

        Es importante señalar que la USAF ya esta pensando en jubilar a estos grandes pajaros negros. Ya se ha desabilitado el 1 destacamento de ellos (18 aparatos). Lo que no deja de sorprender es que el avión solo tiene en servicio 25 años asi que este prematuro causó un poco de desazón en algunos mandos USAF.

        Existe un reportaje de la revista (mi engreída) del Combat Aircraft Vol.7, Nº10 que detalla este nefasto suceso. Señala la misma que una de las principales razones para safarse de este cuervo macabro es el hecho que un upgrade a un estandar superior resultaría sumamente costoso en detrimento de los mas avanzados F-22 y F-35. Por consiguiente no habría una version F-117C, manyan la figura?.

        Para el 2008 otros dos destacamentos de F-117 serán desactivados. Antes de retirar al primer escuadron se le instauraron muchas mejoras en su sistema de ataque y se le cambió el esquema de pintura de negro a gris por lo que se le pasó a denominar "Gray Dragon" para que esta plataforma tambien sea usada durante el día, es lo que se pretende hacer con el número restante de F-117.

        En resumidas cuentas, el alto mando de la USAF qiere darle un mayor impulso al Lightning II y al Raptor por lo que este bello caza triangular estaria con las horas contadas antes del 2010. Los detractores del F-117 sostienen que es excesivamente costoso mantenerlo y que algunas partes de su estructura ya son obsoletas y sobre todo que SOLO puede cargar 2 BOMBAS de precisión y es un "cojo" en cuanto a autodefensa aérea (q mas qerian si no fue diseñado para dogfight).

        Bueno amigos, la realidad del problema del F-117 es que es sumamente especializado y no es multifuncional que es lo que la mayoría de los cazas a nivel mundial estilan a ser hoy en día. El NightHawk fue diseñado en plena guerra fría, en el mundo actual qiza ya no tenga futuro... Pero de que tiene una reputación bien ganada en tierras orientales y bajo cargado fuego antiaereo, vaya que si se la gano!!!

        Veamos que le espera a este formidable pájaro... a lo mejor uno de esos "excedentes" viene a parar a alguna base norteña, quizá Talara? je je je. Esperemos!!!



        Mav
        Primun Non Nociere... En Medicina Trabajamos con Cero de Constantes y un Infinito de Variables.

        Comentario


        • #5
          en relidad los nighthawk fueron estan siendo reemplazados por los B-2, ya que el nighthawk a pesar de ser un excelente bombardero tenia limitada la capacidad de armas, en cambio el B-2 puede llevar 5 o 6 veces lo que un nighthawk lleva.
          "no hay imposibles, sino incapaces"

          Comentario

          Trabajando...
          X