Anuncio 2

Colapsar

Anuncio

Colapsar
No hay anuncio todavía.

Helicópteros russos para a FAB !!!

Colapsar
X
 
  • Filtrar
  • Tiempo
  • Mostrar
Limpiar Todo
nuevos mensajes

  • Helicópteros russos para a FAB !!!

    ATENÇÃO!!!

    A Força Aérea Brasileira (FAB) está negociando a compra de 30 helicópteros com a Rosoboronexport, empresa estatal russa encarregada da exportação de material de uso militar. Segundo fontes da Aeronáutica, as discussões se encontram em estágio avançado e um acordo pode ser assinado até o fim da próxima semana. Os helicópteros, dos modelos Mil Mi-35 e Mil Mi-171, serão usados no combate ao narcotráfico. O contrato, no valor de US$ 400 milhões, faz parte de um pacote de contrapartidas comerciais negociados pelo ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, em recente viagem a Moscou. Na ocasião, ele fechou expressivos negócios de exportação de frango e alimentos.

    Também está prevista a visita de uma comitiva formada por oficiais da Força Aérea e do Exército brasileiros para avaliar a possibilidade de novos negócios. O Exército quer examinar helicópteros artilhados de combate antitanque e antiguerrilha (a Rússia tem três modelos, os Mil Mi-35 e Mi-28 e o Kamov 32) Além de um número ainda não determinado de Mi-35 e Mi-171, a FAB tem interesse em quatro helicópteros Mi-26, os maiores em operação, que serão empregados na expansão dos Cindactas. Eles podem carregar até 20t, o suficiente para instalar, em apenas uma vigem, um radar móvel completo, com sistemas de geração de energia, de transmissão de dados e de monitoramento local. Cada um custa US$ 25 milhões. Recentemente, um deles foi contratado pelo exército dos Estados Unidos para resgatar um CH-47 Chinook, o maior helicóptero fabricado no ocidente, derrubado pelos rebeldes talibãs no Afeganistão.


    Narcotráfico

    Os Mi-35 são helicópteros de combate de grande velocidade. Conseguem atingir até 335km/h. Levam uma metralhadora pesada, capaz de disparar mais de 3 mil tiros por minuto, ou um canhão de 30mm capaz de perfurar até 80mm de blindagem. Podem ser armados com seis lança-foguetes e mísseis antitanques e para combate aéreo. Além disso, transportam um grupo de combate completo, com 12 soldados. Basicamente, são versões modernizadas do Mi-24, empregados pelos soviéticos no Afeganistão, com eletrônica moderna e motores mais possantes.

    "Com a Lei do Abate, os traficantes montaram uma estrutura de apoio em terra", contou um brigadeiro. "Quando um avião é interceptado por um de nossos caças, o piloto procura uma pista clandestina ou estrada com pouco movimento, pousa e aguarda ser resgatado por uma caminhonete ou automóvel. Os helicópteros serão acionados assim que o contato for feito e vão impedir qualquer tentativa de fuga". Apesar de não serem aeronaves especializadas de combate, os Mi-171 podem carregar um arsenal impressionante, com seis lança-foguetes ou mísseis antitanques. Possuem blindagem e podem carregar até 30 soldados.

    Fonte: Correio Braziliense


    FONTE: http://www.alide.com.br/noticias/fab24/index.htm
    AD ASTRA PER ASPERA

  • #2


    Que lindo fierro es el Havoc... Si se concreta, mis mas sinceras feliciitaciones, aun si son Mi-35, lo mismo.

    Saludos!
    “…DOT&E has sufficient data to conclude that both [Littoral Combat Ship - LCS] seaframe variants are not operationally suitable …”

    Statement By J. Michael Gilmore, Director, Operational Test and Evaluation, Office of the Secretary of Defense, Before the US House of Representatives Armed Services Committee on the Navy’s Littoral Combat Ship Program, Dec 8, 2016

    https://deftech.wordpress.com/

    Comentario


    • #3
      Dezembro está animado...compramos o BrahMos, helis russos, o SNB foi cancelado.... qual será a proxima? Brasil compra o Onibus Espacial?

      O Godoy está fazendo escola......

      Comentario


      • #4
        Brasil negocia compra de helicópteros da Rússia

        Denize Bacoccina
        De Brasília


        O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, confirmou que o governo brasileiro está negociando com a Rússia a compra de um lote de helicópteros militares para as Forças Armadas, para atuação principalmente na região amazônica.

        Ele não quis revelar a quantidade, o prazo de entrega ou o valor do contrato. "As negociações estão acontecendo. Tem uma trade da área militar cuidando disso", afirmou o ministro.

        Amorim disse que o fornecimento deve ser feito em três etapas: na primeira, os helicópteros viriam prontos da Rússia. Na segunda, seriam montados no Brasil, e na terceira, os helicópteros teriam alguns componentes brasileiros.

        A possível compra dos helicópteros está bem avançada, mas nós queremos que ela caminhe para algum tipo de investimento no Brasil e também queremos investir na Rússia, em uma joint-venture na área de aviões¿, afirmou Amorim. A idéia é que a Embraer participe da produção de aviões na Rússia.

        O anúncio foi feito durante a visita do ministro dos Negócios Estrangeiros da Federação da Rússia, Serguei Lavrov, que junto com Amorim deu uma entrevista coletiva no Itamaraty.

        Armamentos
        Respondendo a uma pergunta sobre se o país não estaria incentivando uma corrida armamentista na América Latina, já que a Rússia também vendeu helicópteros militares para a Venezuela, Lavrov disse que não.

        "Nunca vendemos armamentos a qualquer país em violação às regras internacionais. Nossos parceiros não violam nenhuma convenção quando compram armamento da Rússia", afirmou.

        Os dois países assinaram vários acordos na área militar, entre eles um para fornecimento de tecnologia de combustível líquido para o Veículo Lançador de Satélite (VLS) que está sendo desenvolvido pelo governo brasileiro.

        Brasil e Rússia também assinaram acordos de cooperação na área de biocombustíveis e finalizaram o processo para a entrada em vigor do acordo de extradição.

        Carne
        A intenção é ampliar a balança comercial entre os dois países dos atuais US$ 4 bilhões para US$ 10 bilhões nos próximos quatro anos.

        O governo brasileiro também quer maior equilíbrio na relação comercial entre os dois países, hoje com superávit de US$ 2 bilhões para o Brasil, com o aumento das importações russas.

        Mas o chanceler russo não anunciou, durante a visita, o fim do embargo à importação de carne brasileira.

        No início da semana o governo autorizou a importação da carne industrializada, mas a carne in natura, que representava o grosso das exportações brasileiras, continua proibida.

        Nesta sexta-feira, durante a reunião de ministros do Mercosul, o ministro russo assina um memorando de entendimento para a criação de um mecanismo de diálogo político e cooperação entre Mercosul e Rússia.

        FONTE: WWW.DEFESANET.COM.BR
        AD ASTRA PER ASPERA

        Comentario


        • #5
          Parece que es verdadera la noticia, con el canciller brasileño confirmando el interés de la FAB y del EB por He de transporte y ataque.
          Saliu una noticia de que la Embraer entraria en el negocio mantenendo y futuramente fabricando las aeronaves con transferencia de tecnologia rusa.
          Russia acabó de anunciar la liberación de importación de carne brasileña, con el canciller hablando de un posible incremento de exportaciones para 10 mil millones de dólares.
          La contrapartida brasileña comenzamos a ver: primero helicópteros, después ...
          Maniobras políticas rusas contra francia (Rafale), como yo habia previsto en otro post.
          Aguardemos.
          Este fin de año y início del próximo promete ser lleno de noticias.
          Saludos desde las playas de Rio.
          Marino

          Comentario

          Trabajando...
          X